RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO

Manifestação em Brasília - 24/05/2017

SEAAC PARTICIPA DAS MANIFESTAÇÕES EM BRASÍLIA


PALAVRA DO PRESIDENTE

Como líder sindical e representante dos trabalhadores não consigo compreender o pensamento dos nossos políticos, parece que a cada dia que passa eles sentem ódio dos assalariados e das classes menos assistidas, antigamente era tudo aos capitalistas e migalhas aos pobres, agora nem migalhas

A terceirização que o governo quer implantar em nosso sistema trabalhista é nada mais nada menos que rasgar a Consolidação das Leis Trabalhistas, (CLT), bem como a Constituição Federal. O que isso significa ? Fim de todas as nossas conquistas: férias, 13º salário, estabilidade gestante, horas extra, FGTS, INSS, etc. Inclusive é o fim da nossa Justiça do Trabalho, por quê? Neste modelo que a Câmara Federal aprovou e foi sancionado pelo presidente da República, Michel Temer, as empresas ficarão autorizadas a contratar trabalhadores no sistema de Pessoa Jurídica (PJ), onde todos serão obrigados a abrir uma pequena empresa e prestar serviços ao grande capital e receber seu dinheiro no final do mês, mediante apresentação de note fiscal. E com isso perdemos nossos direitos, a Justiça do Trabalho vai julgar o que? E os trabalhadores, (pequenos empresários) irão reclamar para quem? Nós trabalhadores poderemos ainda ser remunerados por produção, e nesse caso quem irá fornecer os equipamentos de proteção individual (EPIs) para de evitar acidentes de trabalho? Significa que o índice de acidentes aumentará consideravelmente. Fica um alerta também aos aposentados, não receberão mais, pois o INSS também não terá caixa para honrar com pagamentos. Esse crime atingirá todos. Vamos resistir. Não podemos permitir esse holocausto

                                            Clodoaldo do Carmo Campos

  •                                                        PRESIDENTE